fbpx Skip to main content

Quer saber mais sobre como é a atuação de um Escritório de Arquitetura?

Confira aqui nossas dicas sobre tudo que voce precisa saber sobre Arquitetura de quem entende de Pesquisa e de Mercado!

A Quantidade de textos publicado tentando responder a pergunta :” O Que Faz um Arquiteto ? “ talvez indique a complexidade dessa Área. Como praticantes desta, vamos tentar nos manter breves quanto às definições e oferecer uma perspectiva técnica e aplicável deste campo.

Recorrendo à etimologia da palavra podemos começar a compreender o que é a Arquitetura, e ante a origem grega da palavra amplamente divulgada, “arkhitekton” correspondente a arkhé, “primeiro”, e tékhton significando “construção”, acreditamos que a melhor correspondência vem da separação Arqui no sentido de “aquilo que advém” e Tectônica, derivada da palavra Techné, como “Técnica” no sentido de “Fazer”, logo, aquilo que vem antes da realização.

A Partir de nossa experiência, podemos sintetizar a atuação da Arquitetura nos tempos atuais como Ciência do Espaço,  responsável pela idealização de um objeto espacial, e da sua tradução em um objeto presente no espaço físico. Logo, esta pode atuar nas mais diversas escalas de produção, através destes dois processos: A Síntese deste objeto de acordo com as necessidades apresentadas, e a otimização do processo que concretiza esse objeto.

A Verdadeira complexidade do processo da Arquitetura se torna muito intangível, pois o principal produto deste é um Projeto, uma série de desenhos que descreve um conjunto de ações que devem ser realizadas para que este objeto espacial seja construído, e que devem ter um extremo poder de síntese para que sejam transmitidos facilmente a todos os participantes do processo de construção.

Finalmente entrando em termos técnicos, quando falamos sobre projetos de construção civil, a atuação de um escritório de arquitetura se dá em etapas distintas que buscam completar os processos Síntese e Otimização de Processos, cada etapa gera diferentes produtos necessários à construção, e estes se dão na seguinte ordem:

 

ANTEPROJETO

A Etapa inicial de qualquer construção, e talvez a mais importante. O Anteprojeto é a principal etapa de desenvolvimento de um projeto, e consiste no entendimento dos problemas e necessidades do edifício, seja esse uma residência, um comércio, uma instituição ou espaço público. A Partir deste programa de necessidades, começa-se a desenhar os espaços para que se possa entender quais as relações entre eles, e entre este e as pessoas que o utilizaram. Esta etapa é de suma importância pois é nela que são feitas a maior parte das escolhas em um projeto, desde priorizar espaços de acordo com uma hierarquia definida, até entender como serão as estruturas construtivas e como estas impactam na qualidade dos espaços e na futura otimização dos processos.

Esta etapa se resume no desenvolvimento de vários estudos, quase sempre em modelagem 3d e protótipos, até que o projeto esteja de acordo com o programa de necessidades, aprovado pelo cliente, e em um nível considerado como “final”.

Em resumo, o anteprojeto é responsável pela dinâmica do espaço, e é ele que garante que após o processo construtivo, o edifício seja capaz de agregar valor ao tempo que as pessoas irão passar nele.

 

PROCESSOS LEGAIS

Uma vez com o anteprojeto definido, seja para a nova construção ou para a reforma de um edifício, iniciam-se os processos de aprovação junta aos órgãos responsáveis.

Para esse processo, devem ser desenvolvidos desenhos específicos que atendam as normas de cada órgão onde se insere o edifício, normalmente são desenhos mais simples que o projeto executivo. O Objetivo desta etapa é expressar a inserção do edifício junto ao lote e ao restante do tecido urbano, para que este esteja de acordo com a legislação urbanística do local, onde os responsáveis devem verificar se este não causa nenhum impacto ou prejuízo aos funcionamento dos edifícios próximos e da cidade como um todo.

O Projeto deve ser submetido a secretária junto dos documentos necessários, e após protocolado passa pelo processo de análise, que pode indicar possíveis correções seja no projeto, ou apenas na representação legal deste. Caso sejam apontadas correções, devem ser realizadas as correções e o projeto deve ser submetido a análise novamente, até que este seja aprovado.

 

PROJETO EXECUTIVO

Com a certeza de que o projeto não sofrerá mais alterações, a etapa de Projeto Executivo é o momento de se atentar para os mínimos detalhes de todo o processo construtivo, buscando extrair o máximo valor de cada profissional responsável pelas diferentes etapas da construção.

Etapa crucial ao processo de construção, é também a que demanda mais tempo e interdisciplinaridade, pois cada processo exige um desenho específico e detalhamentos suficientes para que cada parafuso esteja alinhado. De maneira linear, podemos sumarizar as etapas como: Projetos de Movimentação de Solo, Fundações, Projeto Estrutural, Projeto de Vedações e Alvenaria, Impermeabilização, Projetos Elétrico e Hidráulico, Projeto Luminotécnico, Acabamento e Revestimentos, Marmoraria, Marcenaria, Esquadrias e Caixilhos, e por fim a composição do design de Interiores.

Cada uma dessas etapas tem seus respectivos desafios e suas áreas específicas de conhecimento, e é necessário a colaboração dos diversos profissionais presentes, sob o controle do Escritório de Arquitetura responsável, para a otimização ideal do processo. É Determinado que um Escritório de Arquitetura pode emitir Registro de Responsabilidade Técnica, RRT, para obras até três pavimentos.

 

GESTÃO E ACOMPANHAMENTO DE OBRA

Para o ideal desenvolvimento do projeto executivo, é necessário o contato com as empresas que serão responsáveis pela execução da obra, até mesmo para o controle preciso do orçamento da obra como um todo, logo, a gestão e o acompanhamento da obra é um desdobramento direto de todo o desenvolvimento do projeto, onde deve-se ter um diálogo continuado com todas as empresas, e a constante presença no canteiro de obras, a fim de verificar e manter a qualidade de cada processo.

Ao longo de sua prática, um bom Escritório de Arquitetura adquire valiosos parceiros cuja cooperação é valiosíssima à obtenção de um resultado final de excelente qualidade, portanto, indispensável a atuação do escritório em meio ao processo construtivo.

 

É Isso que faz um Arquiteto

 

Em resumo, esses são os deveres de um escritório de arquitetura em um processo rotineiro de construção civil, responsáveis por garantir um processo construtivo otimizado e capaz de reduzir orçamentos, resultando em um espaço capaz de agregar imenso valor a sua vida.

Neste artigo ainda não coube mencionar o escopo de atuação do Urbanismo, os processos de pesquisa, os benefícios da arquitetura para empresas e cultura corporativa… Se você quiser saber de tudo isso e receber dicas exclusivas, não deixe de assinar nossa newsletter!

Quer saber de tudo sobre o mundo da Arquitetura e Construção? Se inscreva na nossa lista!

* indicates required

Leave a Reply